30 de julho

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
5/06/13 às 19h38 - Atualizado em 8/11/18 às 16h24

Mais segurança para o Guará

COMPARTILHAR

O secretário de Segurança Pública, Sandro Avelar, durante encontro realizado com a comunidade do Guará no auditório da Administração, acenou com a possibilidade da volta do batalhão de polícia ambiental ao Parque Ecológico Ezechias Heringer e anunciou que será desenvolvida uma ação de segurança específica para o Pólo de Modas e a QE 40.

“Vamos saber os motivos que levaram a saída da polícia ambiental do parque, mas vou me empenhar para o seu retorno”, disse Avelar, depois de quase três horas de debates com moradores e lideranças da cidade de diversos segmentos, no qual a questão da segurança pública no Guará foi objeto de análise.

Sobre a QE 40, o secretário reconheceu que a quadra é a mais problemática do Guará e que o serviço de inteligência da polícia vem trabalhando em uma ação estratégica para a região compreendida pela quadra e o Pólo de Modas.

Muitos oradores, entre os mais de 25 inscritos para falar, argumentaram que a presença da polícia ambiental no parque e na reserva ambiental inibia a presença de marginais, mas que sem ela, a área virou de risco com o aumento da presença de drogados e desocupados, provocando medo na população que mora na região e constrangendo os frequentadores do parque.

As outras reivindicações apresentadas foram a criação de uma delegacia específica na cidade para atendimento aos idosos, aumento do efetivo policial que atende ao Guará, maior repressão ao tráfico e consumo de drogas, construção de mais prisões, de centros de recuperação e de uma delegacia na QE 38.

Os moradores cobraram também mais estacionamentos e iluminação, repressão ao comércio informal, políticas públicas voltadas para jovens e adolescentes, telefone para o posto policial do Lúcio Costa, mudança na legislação penal, investimentos na área social, trabalho intensivo da polícia nas escolas e o retorno dos policiais que estão cedidos para outros órgãos para a atividade fim.

Ao responder os questionamentos, Sandro Avelar anunciou que o GDF está concluindo o processo de contratação de 3.029 profissionais aprovados em concurso, que irão suprir em parte a demanda existente em todo o Distrito Federal.

Sobre uma delegacia para o idoso, foi explicado que as delegacias contam hoje com um setor específico para atendimento, com pessoal qualificado, e que é melhor para o idoso ter esse atendimento em qualquer delegacia, ao invés de uma só.

O secretário defendeu o trabalho das forças de segurança, destacando a dedicação e o empenho dos policiais, mas lamentou que a legislação atual contribua para que seja criada uma sensação de impotência, pois a polícia é obrigada a conviver com o prende/solta.

Sobre as outras questões, o secretário de Segurança disse que “tudo que ouviu é importante” e que iria estudar com os órgãos da Segurança pertinentes as demandas apresentadas, mas ressaltou que algumas reivindicações cabem a outras áreas do Governo.

Ao encerrar o encontro, o administrador Carlos Nogueira disse que, “cientes de nossa responsabilidade com o bem-estar da comunidade do Guará, e com o apoio do governador Agnelo Queiroz e dos diversos setores de sua administração, temos contribuído para ajudar as forças policiais a levar mais segurança para o morador de nossa cidade”.

Entre estas ações, Carlinhos destacou a parceria com a CEB na ampliação do sistema de iluminação pública da cidade. Segundo ele, a Administração instalou 391 novos postes de luz em diversas quadras, ruas e avenidas, nas praças e pontos de encontro comunitários.

Uma outra ação da Administração apresentada pelo administrador é a recuperação de praças e quadras poliesportivas e a construção de campos de futebol de grama sintética. Com isso, de acordo com Carlinhos, a Regional proporciona novas e mais oportunidades de lazer, principalmente para os mais jovens, afastando-os das drogas e de outros vícios.

Ele anunciou a construção de mais dois estacionamentos na QE 24, o prosseguimento da ampliação do sistema de iluminação pública na cidade e defendeu a instalação de câmeras de monitoramento na cidade.

Participaram do encontro, que faz parte do programa Ação pela Vida, integrantes da cúpula de segurança pública do Distrito Federal, representantes do conselho de segurança comunitários, outras autoridades, empresários, moradores e lideranças comunitárias.

Mapa do site Dúvidas frequentes Comunicar erros