29 de novembro

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
26/02/14 às 14h35 - Atualizado em 8/11/18 às 16h22

Exposição sobre câncer de mama

COMPARTILHAR

Recomeço, que conta por meio de fotografias a história de 20 mulheres que tiveram a mama reconstruída após mutilação decorrente do tratamento contra o câncer, está em exposição no Hospital do Guará até o dia 1º de março. A mostra é promovida pela Secretaria de Saúde e as mulheres fazem parte do grupo Recomeçar (Associação de Mulheres Mastectomizadas de Brasília).

As fotos são de mulheres que resgataram a autoestima, a feminilidade e a confiança e o objetivo da exposição é contribuir para a diminuição do tabu em torno da doença e colaborar para o aumento da procura pelo diagnostico precoce.

A presidente da Recomeçar e também uma das personagens da exposição, Joana Jeker, declarou que a mostra é uma forma de chamar a atenção sobre o tema de uma maneira original. “Às vezes vemos a realidade muito distante de nós. Então, quisemos apresentar uma abordagem inovadora explorando as imagens de pessoas que passaram pelo problema como eu e com um olhar editorial de moda”, afirmou.

Aliado a breves depoimentos que mostram que o câncer de mama não é o fim e sim um recomeço de vida, as personagens ilustram as possibilidades de reinicio de uma vida plena após a percepção inicial de mutilação que a mastectomia produz no imaginário feminino.

As fotos são de Tatiana Gama e explicitam a redescoberta dessas mulheres sobre seu corpo e visão de mundo. A coordenadora da Regional de Saúde do Guará, Maroa Santiago, ficou satisfeita e animada em receber a exposição. “Nós sabemos que há uma dificuldade em ir até um determinado lugar para ver uma exposição. A correria do dia-a-dia muitas vezes nos impede de ir. Essa exposição é diferente porque ela vai até o público e trabalha o assunto de forma diferente”, afirmou.

A exposição acontece em espaços públicos abertos e fechados do Distrito Federal e já foram distribuídos cerca de quinze mil panfletos confeccionados para a ação e quinze mil panfletos institucionais da Recomeçar contendo informações técnicas e legais sobre a reconstrução mamária.

Com informações de Érika Bragança, da Agência Saúde

Mapa do site Dúvidas frequentes Comunicar erros