27 de setembro

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
26/03/15 às 20h05 - Atualizado em 8/11/18 às 16h15

Guará contra a Dengue

COMPARTILHAR

A ouvidoria da Administração do Guará ALERTA toda a comunidade guaraense sobre focos do mosquito da dengue encontrados em alguns pontos da cidade.

 

As denúncias de alerta estão sendo feitas pelos próprios moradores e recebidas, diariamente, pela ouvidoria da Administração. Segundo informações, os focos da doença estão sendo encontrados na QI 06 Guará I, e nas QEs 17,19, 34,36 e 40.

 A dengue é uma doença febril aguda, de etiologia viral e de evolução benigna na forma clássica, e grave quando se apresenta na forma hemorrágica. A dengue é, hoje, a mais importante arbovirose (doença transmitida por artrópodes) que afeta o homem e constitui-se em sério problema de saúde pública no mundo, especialmente nos países tropicais, onde as condições do meio ambiente favorecem o desenvolvimento e a proliferação do Aedes Aegypti, principal mosquito vetor.

 

Medidas de Combate à dengue (para eliminar os criadouros e evitar a reprodução e proliferação do aedes aegypti)

 

 – Não deixar água parada em pneus fora de uso. O ideal é fazer furos nestes pneus para evitar o acúmulo de água;

 

 – Não deixar água acumulada sobre a laje de sua residência;

 

 – Não deixar a água parada nas calhas da residência. Remover folhas, galhos ou qualquer material que impeça a circulação da água.

 

 – A vasilha que fica abaixo dos vasos de plantas não pode ter água parada. Deixar estas vasilhas sempre secas ou cobri-las com areia;

 

 – Caixas de água devem ser limpas constantemente e mantidas sempre fechadas e bem vedadas. O mesmo vale para poços artesianos ou qualquer outro tipo de reservatório de água;

 

 – Vasilhas que servem para animais (gatos, cachorros) beber água não devem ficar mais do que um dia com a água sem trocar;

 

 – As piscinas devem ter tratamento de água com cloro (sempre na quantidade recomendada). Piscinas não utilizadas devem ser desativadas (retirar toda água) e permanecer sempre secas;

 

 – Garrafas ou outros recipientes semelhantes (latas, vasilhas, copos) devem ser armazenados em locais cobertos e sempre de cabeça para baixo. Se não forem usados devem ser embrulhados em sacos e descartados no lixo (fechado).

 

 – Não descartar lixo em terrenos baldios e manter a lata de lixo sempre bem fechada;

 

 – As bromélias costumam acumular água entre suas folhas. Para evitar a reprodução do mosquito, o ideal é regar esta planta com uma mistura de 1 litro de água e uma colher de água sanitária.

 

 – Sempre que observar alguma situação (que você não possa resolver), avisar imediatamente um agente público de saúde para que uma medida eficaz seja tomada.

 

Foto/Crédito: enfermageandotc21.blogspot.com

Mapa do site Dúvidas frequentes Comunicar erros