24 de outubro

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
5/10/17 às 10h20 - Atualizado em 4/02/19 às 15h07

Exposição fotográfica retrata as mães de pacientes com câncer

COMPARTILHAR

A Abrace leva, nesta terça (10), para a Administração Regional do Guará, a exposição fotográfica “Amor que cura – retratos de superação”. Na mostra, as mães dos assistidos com câncer e hemopatias são as protagonistas de cada história. A exposição é itinerante e já passou pelo shopping Pier 21, pelo Serviço Social do Comércio (SESC), pelo Hospital da Criança de Brasília José Alencar.

O ensaio apresenta 12 personagens, que representam o universo das mães cujos filhos têm câncer.  Quem são elas? Como lidam com o adoecimento do filho? Que poder é esse que elas têm de superar os desafios impostos pela doença?

A ideia é promover autoestima nestas mulheres – incansáveis e que amam acima de qualquer coisa – e mostrar para a sociedade que, por trás da rotina extenuante de tratamento dos filhos, essas guerreiras revelam reais retratos da superação.

Uma das personagens é a mãe Fernanda de Souza que, após a perda do marido em um acidente, recebeu o diagnóstico de câncer do filho José Augusto. “Eu sempre fui vaidosa, mas o tempo no hospital foi me afastando disso. Mas, aos poucos, recuperei minha autoconfiança, estou sorrindo mais e cuidando mais de mim porque, se e eu estiver bem e feliz, passo isso para o meu filho, que também fica bem”.

Assim como Fernanda, outras mães revelam que a superação está em cada pequena experiência, a cada dia de vida e batalha ao lado do filho e não apenas em alcançar a cura da doença.

A exposição fotográfica “Amor que cura – retratos de superação” tem o apoio da Best Sign grandes formatos, gráfica Coronário, Outback steakhouse, Helio instituto de beleza e Promophoto.

Foto: Raíssa Fraga Letuza

Sobre a Abrace

  O trabalho da Abrace é oferecer assistência social para crianças e adolescentes com câncer e doenças do sangue, com dificuldades socioeconômicas, promovendo assim qualidade de vida e colaborando para a promoção de condições ideais de tratamento. A instituição oferece subsídios necessários para o bom curso do tratamento como, instalações adequadas na Casa de Apoio para crianças que não residem no DF e pequenas reformas na casa das que moram na cidade, mas vivem em condições precárias que colocam em risco a saúde do paciente. A instituição fornece, ainda, alimentação, medicamentos, transporte, assistência odontológica e palestras sobre a doença.

 

Mapa do site Dúvidas frequentes Comunicar erros