08 de dezembro

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
27/08/21 às 9h59 - Atualizado em 27/08/21 às 10h15

Vacinação Antirrábica 2021

COMPARTILHAR

A Campanha de Vacinação Antirrábica 2021 já começou. Fiquem ligados, os pontos de vacinação serão divulgados semanalmente conforme a programação em cada Região Administrativa.

Confira as datas e locais para vacinação abaixo:

28/08/21

1    GUARÁ I    ESCOLA CLASSE Nº 01     QE 03 AREA ESPECIAL     
2    GUARÁ I    CENTRO DE ENSINO FUNDAMENTAL 02    QE 07 AREA ESPECIAL Q    
3    GUARÁ I    CENTRO EDUCACIONAL 04    QE 09 ARÉA ESPECIAL D/E     
4    GUARÁ I    CENTRO DE ENSINO FUNDAMENTAL 01    QE 04 ARÉA ESPECIAL J    
5    GUARÁ I    INSPETORIA DE SAÚDE     QE 12 ARÉA ESPECIAL B    SEG. A SEX.
6    GUARÁ I    SUPERMERCADO ETA    QELC 03/04 – LUCIO COSTA    
7    GUARÁ II    SETOR CHACARA -APAE     CHACARA 20/1 GUARA PARK    
8    GUARÁ II    CENTRO EDUCACIONAL 03    QE 17/19 LOTE B AREÁ ESPECIAL    
9    GUARÁ I    ESCOLA CLASSE 05     QE 20 LOTE K ARÉA ESPECIAL    
10    GUARÁ II    CENTRO DE SAUDE Nº 03    QE 38     
11    GUARÁ II    CRAS    QE 15 ARÉA ESPECIAL     
12    GUARÁ II    PET SHOP ÁGUIA DA LAVOURA    QE 28 BLOCO B LOJA 23/27     26, 27, 28/08/21
13    GUARÁ II    TIAGO AGROPET    QE 25 AE QUIOSQUE    28/08/21
14    GUARÁ II    SUPERMERCADO MELHOR ATACADISTA    QE 44    27, 28/08/21

Saiba mais sobre a raiva:

Apesar de não haver casos de raiva em humanos, cães e gatos no Distrito Federal, há muitos anos, a enfermidade precisa ser tratada com seriedade. Dentre as doenças infecciosas de origem viral, a raiva é a única em relação a seu alcance e ao número de vítimas, que pode gerar uma encefalite aguda capaz de levar as vítimas ao óbito em praticamente 100% dos casos. A doença acomete todas espécies de mamíferos, inclusive, seres humanos.

O único caso da raiva humana, no Distrito Federal, foi registrado em 1978. O último caso diagnosticado de raiva em cães foi em 2000 e, em gatos, no ano de 2001. O vírus rábico circula no DF em quirópteros, nos bovinos, equídeos e outros animais.

O vírus da raiva fica presente na saliva de animais infectados e é transmitido principalmente por meio de mordeduras e, eventualmente, pela arranhadura e lambedura de mucosas ou pele lesionada.

Um dos importantes pilares do programa de vigilância da raiva preconizado pelo Ministério da Saúde é a campanha anual de vacinação contra raiva em cães e gatos, de modo a manter, no curto prazo, parcela significativa dessas populações imunes ao vírus. Essas campanhas foram iniciadas com a criação do Programa Nacional de Profilaxia da Raiva (PNPR) em 1973.

Mapa do site Dúvidas frequentes Comunicar erros