16 de agosto

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
12/05/22 às 9h08 - Atualizado em 12/05/22 às 9h09

Rota 156: Guará na Rua volta para edição especial

COMPARTILHAR

Dia 15 de maio a avenida central do Guará II será bloqueada para carros e será transformada em área de lazer. Bandas da cidade serão escolhidas por seletiva pelo Instagram


Fotos: Zeca Ribeiro

 

O Coletivo 156 reúne-se, desta vez, para a realização de uma edição especial do Rota 156: Guará na Rua! Um trecho da Avenida Central do Guará II, entre a 4ª Delegacia de Polícia e o Ed. Consei, fechado ao tráfego de veículos nos dois sentidos, transforma-se em um espaço recreativo, cultural e esportivo durante um domingo por mês. Como um parque urbano temporário, uma ação para incentivar as pessoas a descer de seus apartamentos, sair de suas casas, passear, reencontrar seus vizinhos, praticar esportes e assistir a apresentações culturais. 

Além de promover a integração, entre vizinhos que muitas vezes não se conhecem, e o reencontro de pessoas que há muito tempo não se viam, o Rota 156 é uma forma de poluir menos, interrompendo o tráfego de veículos por um dia.

 O Rota 156 estimula a sensação de pertencimento e valorização dos patrimônios materiais e imateriais da cidade. A programação se estende por todo o dia, estimulando também o consumo em restaurantes, bares e lanchonetes da região. 

O incentivo do Fundo de Apoio à Cultura – FAC, do Governo do Distrito Federal, possibilita que, no dia 15 de maio de 2022, o ROTA 156 retome seu espaço nas ruas do Guará. 

Como vinha acontecendo em outras edições, o evento contará com o apoio da Administração Regional do Guará e do SESC – DF. E terá a participação de grupos e movimentos como o Mulherau, Sindicato do Reggae, Rádio Cultura FM e Clube do Blues de Brasília.

O nome do coletivo e do evento é uma alusão à linha de ônibus que faz o percurso entre o Guará e a W3 Sul, por muitos anos a ligação da população guaraense a atrações culturais e esportivas, concentradas no Plano Piloto. Com novo significado, o Rota 156 é que traz agora vida social aos moradores do Guará. 

 

Seletiva de Bandas

Duas bandas do Guará serão selecionadas para tocar no palco Ricardo Retz, na praça Alcateia – Onde os Lobos se Encontram, no encerramento da Rota 156. Para concorrer as bandas devem postar um vídeo de até 5 minutos no Instagram, marcar o @rota156guaranarua e usar a #seletivarota156. A banda deve ter ao menos um integrante morador do Guará e ter um repertório inteiramente autoral de 30 minutos. 

Outras informações em https://www.instagram.com/p/Cb23OPKOhEs

 

O Coletivo 156

Tudo começou com um comentário em uma rede social, em meados de 2015. Após ver a ampla avenida central do Guará II vazia, interditada para o trânsito de veículos por conta de uma corrida, um jornalista guaraense comentou como seria incrível ver este disponível para a população. Uma oportunidade de sair dos apartamentos e casas, e ocupar a rua sem tráfego. Este comentário incentivou uma reunião informal de moradores do Guará, para discutir como ressignificar os espaços públicos da cidade. Jornalistas, artistas, e produtores culturais, passaram a idealizar ações socioculturais, cientes da força transformadora da arte e da cultura junto à sociedade, projetaram a ocupação consciente e lúdica da avenida Central do Guará II. Um benefício inestimável à população do Guará.

Sua principal realização é a Rota 156: Guará na Rua, iniciativa que incentivou a criação da lei distrital Nº 5.630/2016, que determina a eventual interrupção do tráfego de veículos em trechos de vias públicas de cada Região Administrativa do Distrito Federal para realização de atividades de lazer e recreação (lei de autoria dos então deputados distritais Professor Israel e Júlio Cézar). 

Foram seis edições realizadas em 2015, com participação de até 12 mil pessoas em cada, sempre no último domingo do mês. Com apoio de empresários locais e produtores da cidade, a rua era enfim tomada por atrações musicais, oficinas, espaços de brincadeiras e, principalmente, estava livre para a população. 

Desde as primeiras conversas e reuniões para a criação do evento, a preocupação mais presente entre os integrantes do time do Coletivo 156 era a realização de um evento que fosse, acima de tudo, plural, com especial atenção ao público infantil.

Uma das suas principais atrações era o espaço Se Essa Rua Fosse Minha, exclusivamente dedicado às crianças, que se reuniam para pular corda, sentar para ouvir histórias, participar de oficinas e uma infinidade de atividades lúdicas. 

Da mesma forma, decidiu-se viabilizar espaços para apresentação de artistas, músicos e bandas, DJs, grafiteiros, contadores de história ou, ainda, a moçada do skate, as rodas de capoeira, a prática da zumba, do tai-chi-chuan ou de outras atividades físicas, com foco especial em grupos formados por pessoas do Guará, com as portas sempre abertas aos outros públicos.

O objetivo de ressignificar um importante espaço urbano foi cumprido. Além de inspirar a criação da lei que expande a ideia para todo o DF. Mesmo com o afastamento do Coletivo 156 da iniciativa, ocorreu a natural apropriação do espaço público pelos moradores, e o evento ganhou outros nomes. 

 

LEI Nº 5.630, DE 15 DE MARÇO DE 2016

(Autoria do Projeto: Deputados Júlio César e Prof. Israel)

Dispõe sobre a interrupção do tráfego de veículos automotores em vias públicas ou trechos de vias públicas em cada Região Administrativa do Distrito Federal para realização de atividades de lazer e recreação, denominada Rua do Lazer.

O GOVERNADOR DO DISTRITO FEDERAL, FAÇO SABER QUE A CÂMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL DECRETA E EU SANCIONO A SEGUINTE LEI:

Art. 1º Em cada Região Administrativa do Distrito Federal, devem ser definidas vias públicas ou trechos de vias públicas a terem o tráfego de veículos automotores interrompido nos domingos e nos feriados nacionais, no horário das 6h às 18h, para livre circulação de pedestres e realização de atividades de lazer e recreação.

§ 1º A interrupção do tráfego disposta no caput é denominada Rua do Lazer.

§ 2º As vias ou os trechos de vias devem ser definidos por meio de participação popular, após realização de estudos de viabilidade pelos órgãos competentes. (Parágrafo vetado pelo Governador, mas mantido pela Câmara Legislativa do Distrito Federal).

Art. 2º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Brasília, 15 de março de 2016

128º da República e 56º de Brasília

RODRIGO ROLLEMBERG

 

PROGRAMAÇÃO – 15 de maio de 2022

 9h – Abertura com o cortejo cênico musical com o Quinteto Capivara.

 

ESPAÇO SE ESSA RUA FOSSE MINHA

Dedicado a programação infantil com contação de histórias, leitura de livros infantis, pinturas de rosto, brinquedoteca e palhaços. São apresentações que começam nesse espaço e que seguem interagindo com o público permeando a palhaçaria por todo o evento. 

9h às 11h – Pintura de rosto 

9h às 17h – Brinquedoteca 

9h – Contação de histórias com Nyedja Gennari 

14h – Oficina de instrumentos musicais com recicláveis com Rogério Pereira 

14h – Contação de histórias com Queila Branco 

15h – Palhaçaria com o Circo Artetude 

 

PALCO ALCATEIA – Onde os Lobos se Encontram 

O Palco Alcateia é um espaço dedicado à música, com apresentações de bandas consagradas e mais duas apresentações escolhidas por seletiva, com curadoria do Coletivo 156.

 

16h – Banda Seletiva 1 

17h – Banda Seletiva 2 

18h -Brazilian Blues Band 

19h – Oscabeloduro 

20h – Pé de Cerrado

 

FEIRA DE TROCAS

Idealizada para estimular o escambo, ou seja, a troca de objetos entre os expositores e o público, incentivado a levar objetos que estejam parados em casa e sem uso, mas que podem ser úteis para outras pessoas. A feira será dividida em dois espaços: um dedicado à troca de objetos relacionados a música e audiovisual como, discos de vinil, Cds, Dvds e fitas e outro dedicado a troca de artigos em geral.

 

FEIRA CULTURAL “MESTRE ATAÍDE”

Dedicada a produtores locais de artesanato e peças com design autoral, este espaço visa movimentar a economia criativa. 

 

ESPAÇO STREET ART 

Espaço dedicado às artes de rua e aos esportes urbanos. com apresentação de grupo street dance, Dj tocando hip-hop, painéis pintados ao vivo por grafiteiros renomados e monitores skatistas.

9h às 17h – Monitores skatistas 

9 às 16h – Batidão Sonoro 

14h – 17h Painel de grafite com a artista Camila Siren 

15h – Apresentação de street dance com o grupo BSB Girls

 

ESPAÇO CORPO E MOVIMENTO 

Para promover a movimentação do corpo e estimular a prática de esportes e o autocuidado, o Rota 156 traz duas atividades: a prática de yoga em espaço aberto em conexão com a natureza, logo no início do dia, e no final da tarde, com sol mais ameno, uma roda de capoeira, ambos abertos a todos

9h – Prática de yoga 

13h às 15h – Djs Telma e Selma

16h30 – Grupo de capoeira Mestre Jorge Benson
 

Fonte: Assessoria de imprensa do evento

 

 


 

 

Mapa do site Dúvidas frequentes