16 de agosto

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
5/05/22 às 12h24 - Atualizado em 5/05/22 às 12h24

Guará faz 53 anos em clima de muita festa

COMPARTILHAR

Em três anos foram investidos R$ 18,7 milhões em obras na cidade

Nesta quinta-feira (5) o Guará comemora 53 anos com mais de dez atrações para todos os públicos, com destaque para o já tradicional desfile cívico-militar, que retorna depois de dois anos de pandemia da covid-19. A cidade, que foi inaugurada em 1969 com a construção de 800 casas destinadas a servidores da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), contabiliza hoje 150 mil moradores, de acordo com a última Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílio (PDAD).

 

Entre obras concluídas e em andamento, já foram investidos na cidade R$ 18,7 milhões nos últimos três anos, com destaque para as obras de troca de iluminação pública, construção de calçadas, pavimentação asfáltica e reforma de campos sintéticos de futebol.

A administradora do Guará, Luciane Quitana, no cargo desde maio de 2019, diz que, apesar do período difícil da pandemia, tem sido possível fazer entregas significativas. Entre as obras que ela destaca como de grande importância estão a construção de 7.300 m² de calçadas, com investimento de R$ 500 mil, e de ciclovias no Guará II, ao custo de R$ 63 mil. Também é considerada de grande importância a eficientização da iluminação pública, com a troca da das lâmpadas de vapor de sódio por LED. Até agora foram gastos R$ 1,3 milhão com iluminação.

“O Guará ainda é uma cidade bem nova, que pode contribuir muito com o Distrito Federal”, avalia Luciane. Ela lembra que um dos orgulhos de sua administração é a horta comunitária da QE 38 do Guará II, localizada junto à Unidade Básica de Saúde (UBS). Temos uma parceria com os feirantes que enviam o material orgânico – restos de frutas e verduras – para servir de adubo para a horta por meio de compostagem. Recebemos do Sebrae um prêmio pela iniciativa”, contou.

Tereza Ferreira Dias, de 59 anos, diz que considera o Guará uma cidade de adolescentes, que ainda tem muito a crescer. “Estou aqui desde os 16 anos. No Guará casei, tive filhos. Adoro a cidade”, frisa. O que a moradora destaca como um dos pontos positivos do Guará é a tranquilidade. “Aqui ainda podemos andar com celulares nas mãos sem sermos roubados. A limpeza da região administrativa também é um dos pontos positivos da cidade”, diz. Quando indagada sobre o que o Guará precisa, Tereza cita que seria bom se fosse construída uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) nas novas quadras da cidade, que vão da 48 a 58.

Entre as obras em andamento, a administradora destaca a manutenção dos sete campos sintéticos de futebol, que devem ser concluídos até o final deste semestre. Os serviços são realizados pela Secretaria de Esporte e Lazer. São quatro campos no Guará I, um no Guará Park e dois no Guará II.

Estamos muito felizes em poder comemorar o aniversário da nossa cidade da forma como o guaraense aprecia: com a família, os amigos e vizinhos, em festividade nas ruas. Essa é a característica da nossa comunidade, que participa não só com a presença em massa nos eventos, mas também, na apresentação de ideias e propostas”, destaca a administradora.

Catarina Lima, da Agência Brasília | Edição: Carolina Lobo

  •  
Mapa do site Dúvidas frequentes