07 de outubro

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais

Sobre a RA

Lei Complementar nº 733, de 13 de dezembro de 2006. (Dispõe sobre o Plano Diretor Local da Região Administrativa do Guará – RA X, que estabelece diretrizes e estratégias para seu desenvolvimento sustentável e integrado).
Anexo I – Macrozoneamento >
Anexo II – Unidades de Conservação e Setores Urbanos 
Anexos III – Elementos Estruturadores 
Anexo IV – Projetos Especiais 
Anexo V – Hierarquia Viária 
Anexo VI – Uso do Solo 
Anexo VII – Coeficientes de Aproveitamento
Anexo VIII – Atividades Incômodas 
Anexo IX – Endereçamento 
Anexo X – Equipamentos Públicos Comunitários
Anexo XI – Afastamento de Divisas e Consulta à Vizinhança
Memória Técnica
Plano Diretor de Ordenamento Territorial do Distrito Federal – PDOT

Atualizado em 31 de maio de 2022

Reuniões:

Ata de reunião 1 de 6 de outubro de 2021

Ata de reunião 2 de 19 de outubro de 2021

Ata de reunião 3 de 4 de novembro de 2021

Ata de reunião 4 de 7 de abril de 2022

Ata de reunião 5 de 26 de maio de 2022

Informações administrativas:

Substituições automáticas de servidores da Administração Regional

Processos correicionais finalizados na RA Guará

Ordem de serviço sobre criação do comitê:

OS_Comite_Interno_de_Governanca_Guara

Legislação correlata

– Lei nº 8.429, de 2/6/1992que dispõe as sanções aplicáveis aos agentes públicosnos casos de enriquecimento ilícito no exercício de mandato, cargo, emprego ou função na administração pública direta, indireta ou fundacional.

– Lei nº 8.666, de 21/6/1993, que regulamenta o art. 37, XXI, da Constituição, e institui normas para licitações e contratos da Administração Pública.

Lei nº 840, de 23 de dezembro de 2011,  dispõe sobre o regime jurídicos dos servidores públicos civis do Distrito Federal, das autarquias e das fundações públicas distritais.

Decreto  n° 37.297, de 29 de abril de 2016 , aprova, no âmbito da Administração Pública Direta e Indireta do Distrito Federal, o Código de Conduta da Alta Administração, o Código de Ética dos Servidores e Empregados Públicos Civis do Poder Executivo e institui as Comissões de Ética do Poder Executivo do Distrito Federal e dá outras providências.

Lei n° 12.813, de 16 de maio de 2013, dispõe sobre o conflito de interesses no exercício de cargo ou emprego do Poder Executivo federal e impedimentos posteriores ao exercício do cargo ou emprego; e revoga dispositivos da Lei nº 9.986, de 18 de julho de 2000, e das Medidas Provisórias nºs 2.216-37, de 31 de agosto de 2001, e 2.225-45, de 4 de setembro de 2001.

 

 

 

O objetivo do Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicações é atender às necessidades de informação da instituição através de tecnologias que promovam a produtividade, agilidade, confiabilidade e inovação com colaboração, mobilidade e inteligência , no atendimento ao cidadão, proporcionando eficiência, eficácia e efetividade, com transparência, prezando sempre o princípio da economicidade e das boas práticas.

Para tanto, seu conteúdo contemplará diretrizes, metas, projetos e ações norteando o uso da Tecnologia da Informação e Comunicação de maneira menos onerosa aos cofres públicos. O Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicações (PDTIC), com período de novembro de 2019 à dezembro de 2022, abrangerá o alinhamento das ações do Núcleo de Informática com as diretrizes dos Planejamentos Estratégicos de cada Setor da Administração Regional do Guará. O PDTIC será revisto anualmente, à luz da evolução das necessidades da organização e da inovação tecnológica. 

Publicação: 

DODF N°61 DE 24 DE MAIO DE 2022 PÁGINA 08

Acesse o plano aqui.

 

CONFIRA OS NOVOS DIAS E HORÁRIOS DA COLETA DE LIXO NO GUARÁ

Coleta Convencional

Descrição:

Serviço de coleta de Resíduos Sólidos Urbanos (lixo convencional úmido e misto) das residências e comércios assemelhados às residências, com volume diário, limitado a 120 litros de resíduos sólidos indiferenciados, por unidade autônoma.

DIAS E HORÁRIOS DA COLETA DE ORGÂNICOS E REJEITOS

Formas de atendimento:

Acondicionar o lixo corretamente  (uma) hora antes do início do turno da coleta;

 

 

Requisitos:

Informe: Nome e endereço completo, CPF e telefone.

 

Restrições:

 

– Não dispor resíduos em lotes vagos e terrenos baldios;

– Embalar adequadamente vidros, latas e materiais pontiagudos e perfurocortantes.

 

Legislação:

  • – Lei 5.418/14 – Dispõe sobre a Política Distrital de Resíduos Sólidos e dá outras providências.

– Resolução Adasa nº 21/2016 – Estabelece Condições Gerais Prestação dos Serviços públicos de limpeza urbana e manejo de Resíduos Sólidos

 

Mais informações:

 

Serviço vinculado – PAPA-LIXO.

 

Coleta Seletiva

 

Descrição:

Serviço de coleta e transporte de Resíduos Sólidos Urbanos Recicláveis (papel, plástico, papelão, metal, isopor) das áreas urbanas do Distrito Federal.
 
Formas de atendimento:

Acondicionar o lixo corretamente  (uma) hora antes do início do turno da coleta;

 

DIAS E HORÁRIOS NO GUARÁ 

*Com informações do SLU

 

 

 

Arquivo 01

Mês de outubro 2017

Mês de agosto 2017

Histórico

Inaugurada em 03 de março de 1990.

Localização

Área Especial do CAVE, Casa da Cultura

Guará II – Distrito Federal

CEP: 71060-230

Contato

Tel.: 3383-7286

Facebook: fb.me/bibliotecadoguara

E-mail: bibliotecadoguara@gmail.com

Horário de funcionamento

A Biblioteca é aberta ao público e funciona de 2ª a 6ª das 8 às 18hs.

A sala de estudos funciona de 2ª a 6ª das 8 às 22hs e, aos sábados, das 8 às 18hs,

Estrutura física

2 salas com acervo de livros e 1 sala de estudos.

Acervo

Por volta de 8.000 livros distribuídos pelos seguintes assuntos:

-Literatura brasileira e estrangeira

-Gramática

-Língua estrangeira

-Artes

-Filosofia

-Direito

-Ciências Sociais

-Biografia

-Psicologia

-Religião

-Medicina e saúde

-Educação

-Matemática

-Economia

-Física

 

Empréstimo

 Para realizar o cadastro são necessários os seguintes documentos:

-1 foto ¾ recente

-Comprovante de residência

-Apresentação da carteira de identidade

-1 referência de pessoa que tenha telefone fixo.

Regras para o empréstimo

Cada usuário poderá retirar até 3 livros durante 15 dias (com direito a renovação.

  Biblioteca Pública do Guará

Mês de junho 2017

Mês de maio 2017

Mês de abril 2017

Mês de março 2017

Mês de fevereiro 2017

Mês de janeiro 2017

Mês de dezembro 2016

28 de novembro até 02 de dezembro

1- Mapa do Guará 

 

 

Agora,  a Administração Regional do Guará conta com uma central telefônica para atendimento à população. Após ligar no número (61) 3686-2425 fique atento e selecione a opção desejada para que possamos atender à sua demanda.
 

Administradora Regional do Guará

Luciane Quintana

(61) 3686-2425 opção 1 – GABINETE

gab@guara.df.gov.br
 

Chefe de Gabinete

Tulio Salasar

(61) 3686-2425 opção 1 – GABINETE


 

Protocolo

Filipe Bontempo

(61) 3686-2425 opção 3 – PROTOCOLO

protocolo@guara.df.gov.br ou pelo aplicativo e-GDF na opção "Cidades"


Coordenação  de Administração Geral

Daniella Cavalcanti 

coag@guara.df.gov.br
 

Coordenação de Licenciamento, Obras e Manutenção

Ighor Rodrigues

(61) 3686-2425 opção 4 – LICENCIAMENTO

ighor.rodrigues@guara.df.gov.br

 

Diretoria de Obras

Gabriel Ximenes

(61) 3686-2425 opção 4 – LICENCIAMENTO e OBRAS


Gerência de Obras

Sinesio Fabiano Veras

(61) 3686-2425 opção 4 – LICENCIAMENTO e OBRAS ou  (61) 9-8199-1054  (Assessoria da Gerência de Obras)

sinesio.veras@guara.df.gov.br

 

Gerência de Conservação e Manutenção

Kamylla Victoriano de Souza

(61) 3686-2425 opção 4 – LICENCIAMENTO e OBRAS

gemac@guara.df.gov.br

 

Coordenação de Desenvolvimento

Lenimar Ferreira Caetano

lenimar.caetano@guara.df.gov.br

(61) 3686-2425 opção 5 – COORDENAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO

 

Núcleo de Apoio às Feiras / Núcleo de Apoio a Quiosques e Bancas de Jornal

Maria Rita Marques Sodré 

(61) 3686-2425 opção 5 – COORDENAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO

maria.sodre@guara.df.Gov.br

 

Ouvidoria

Michelle Pinheiro 

(61) 3686 2425  opção 2 – OUVIDORIA

​Whatsapp  (61)98199.1064
 

Chefe da Assessoria de Comunicação

Nirvana Lima

(61) 3686-2425 opção 1 – GABINETE ou (61) 9-8142 0632

ascom@guara.df.gov.br


Assessoria Jurídica

Bruna Monique Rocha

(61) 3686-2425 opção 1 – GABINETE

bruna.monique@guara.df.gov.br


Junta Regional do Serviço Militar

Nelson da Costa

(61) 3686 2425 opção 6 – JUNTA MILITAR

 jsm@guara.df.gov.br

 

Gerência de Cultura

Julimar dos Santos

(61) 3550-6294 ou  (61) 3686-2425 opção 5 – COORDENAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO

julimar.santos@guara.df.gov.br

 

Gerência de Esporte e Lazer

Temóteo Vilarins

(61) 3686-2425 opção 5 – COORDENAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO

temotio.simas@guara.df.gov.br

 

Gerência de Orçamento e Finanças

Fabiano Costa

 fabiano.matos@guara.df.gov.br


Gerência de Desenvolvimento Econômico e responsável pela Sala do Empreendedor

Viviane Mello

(61) 3686- 2425 opção 8 ou (61) 98199-1061

viviane.smello@guara.df.gov.br
 

Sala do Empreendedor 

(61) 98199-1061

saladoempreendedor@guara.df.gov.br

Atualizado em02/05/2022

 

 

             Após ligar no número (61) 3686-2425 fique atento e selecione a opção desejada para que possamos atender à sua demanda.

 

Segue abaixo a sequência da agenda eletrônica de cada setor:

1-GABINETE
2-OUVIDORIA
3-PROTOCOLO
4-LICENCIAMENTO
5-COORDENAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO
6-JUNTA MILITAR
8-SALA DO EMPREENDEDOR
9-PROCON

Os contatos da CASA DA CULTURA, GERÊNCIA DE OBRAS E NÚCLEO DE MATERIAL E PATRIMÔNIO serão números fixos:
3550-6294 GCULT (Gerência de Cultura)
3550-6328 GEOB (Assessorira da Gerência de Obras)
3550-6295 NUMAP (Núcleo de Material e Patrimônio)

Assessoria de Comunicação – (61) 9-8142 0632


 

Bosque dos Eucaliptos

CÂMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL LEI Nº 2014, DE 28 DE JULHO DE 1998

(AUTOR DO PROJETO: Deputado Distrital João de Deus) 

Transforma em Parque Ecológico e Vivencial Bosque dos Eucaliptos o Bosque dos Eucaliptos da Região Administrativa do Guará – RA X. 

Faço saber que a Câmara Legislativa do Distrito Federal aprovou, o Governador do Distrito Federal, nos termos do §3º do art. 74 da Lei Orgânica do Distrito Federal, sancionou, e eu, Presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal, na forma do §6º do mesmo artigo, promulgo a seguinte Lei: 

Art. 1º Fica transformado em Parque Ecológico e Vivencial Bosque dos Eucaliptos o Bosque dos Eucaliptos da Região Administrativa do Guará – RA X.

Art. 2º São objetivos do Parque Ecológico e Vivencial Bosque dos Eucaliptos:

I – propiciar à comunidade área destinada à conservação local, para a manutenção da viabilidade genética das espécies do cerrado e a garantia da preservação da área;

II – criar núcleo de educação ambiental;

III – proporcionar recreação e lazer à população em harmonia com a preservação do ecossistema da região.

  • 1º A área do Parque Ecológico e Vivencial Bosque dos Eucaliptos situar-se-á entre as Quadras EQ 38, EQ 40 e EQ 42 do Guará II.
  • 2º O Poder Executivo, por intermédio de seus órgãos competentes, demarcará as poligonais do parque de que trata esta Lei.

Art. 3º À Administração Regional cabem implantar, administrar e manter o Parque Ecológico e Vivencial Bosque dos Eucaliptos, permitido firmar acordos, contratos e convênios com entidades públicas e privadas, nos limites da lei.

Parágrafo único. A orientação e a supervisão do Parque Ecológico e Vivencial Bosque dos Eucaliptos ficará sob a responsabilidade da Secretaria do Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia – SEMATEC.

Art. 4º Fica assegurada a participação tripartite do governo, dos usuários e das entidades associadas de proteção ambiental do Distrito Federal, na gestão do Parque Ecológico e Vivencial Bosque dos Eucaliptos.

Art. 5º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Art. 6º Revogam-se as disposições em contrário.

Publicada no DODF de 20.08.1998

bosque dos eucaliptos

Parque Denner

O Parque Denner não se localiza dentro de Unidade de Conservação. É vizinho da APA do Planalto Central, do Parque Ecológico Ezechias Heringer e do Parque Ecológico e Vivencial Bosque dos Eucaliptos. Tem como infraestrutura pista de caminhada, parquinho e quadras.

O Parque possui uma nascente e trecho de campo de murundu alterado. É possível verificar que algumas áreas permanecem úmidas apesar das alterações que ocorreram dentro de sua poligonal e entorno. De modo geral, trata-se de UC com poucos atributos ambientais e grande uso da população.

Dentro do processo de recategorização há a sugestão para que seja classificado como Parque de Uso Múltiplo Denner.

Fonte: Instituto Brasília Ambiental – IBRAM

 

denner

 

Parque Ecológico Ezechias Heringer (Parque do Guará)

O Parque Ecológico Ezechias Heringer, com uma área de 306,44 hectares, está localizado dentro da Unidade de Conservação APA (Área de Proteção Ambiental) do Planalto Central. Abriga centenas de espécies de plantas, entre árvores, arbustos, flores, trepadeiras e cerca de 100 espécies de orquídeas catalogadas. Banhado pelo córrego Guará, é refúgio para algumas espécies de répteis, pequenos roedores e diversos tipos de pássaros. Seu nome homenageia o engenheiro pioneiro no estudo do Cerrado e suas orquídeas. A área onde está localizado foi um dos locais do DF em que o agrônomo e ambientalista Ezechias Heringer mais atuou, tendo observado variedades raras de orquídeas típicas do Cerrado e nativas desta região.

O frequentador do parque tem a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre essas espécies ao visitar o orquidário existente na unidade, espaço criado em homenagem ao estudioso, que recebeu o nome de Barjout Mirray Heringer, viúva do pesquisador.

Em torno do Parque, além da APA do Planalto Central, na qual ele se insere, existem a ARIE (Área de Relevante Interesse Ecológico) Santuário de Vida Silvestre do Riacho Fundo, e os Parques Vivencial Denner e Ecológico e Vivencial dos Eucaliptos.

O parque possui atributos ambientais sensíveis como nascentes, córrego, campo de murundus e várias espécies endêmicas. Conta também com a presença de densa mata de galeria cerrado típico, que protege os recursos hídricos do local.

O Ezechias Heringer dispõe de estrutura para a prática de esporte individuais e coletivos, a exemplo de pista de cooper e ciclovia, quadras poliesportivas, quadra de vôlei de areia e Ponto de Encontro Comunitário (PEC), playground com oito brinquedos, três duchas, conjunto de bancos e lixeiras, guarita, banheiro ecológico, e Bosque Rio+20 com mudas do cerrado. Essas e outras melhorias em infraestrutura foram entregues à comunidade do Guará, em novembro de 2012, e foram feitas a partir da utilização de recursos das compensações ambientais e florestais e por meio da aplicação direta de recursos oriundos da iniciativa privada, somando um investimento total de R$ 2 milhões.

No processo de recategorização pelo qual estão passando todos os parques do Distrito Federal, administrados pelo IBRAM, com o objetivo de adequá-los às categorias previstas no Sistema Distrital de Unidades de Conservação da Natureza (SDUC), o Parque Ezechias Heringer, hoje parque Ecológico, passará a ser parque distrital. O parecer dos técnicos, que estão trabalhando na recategorização, diz o seguinte sobre esta Unidade de Conservação: “Considerando os atributos e sua alta importância ambiental sugere-se que o Parque receba status de Unidade de Proteção Integral. Propõe-se sua recategorização como Parque Distrital Ezechias Heringer, com possibilidade de fusão com a Reserva Biológica do Guará, que praticamente tem atributos ecológicos semelhantes”.

O Ezechias Heringer possui Áreas ocupadas irregularmente, que passarão por processo de desocupação. O Parque chega a receber atualmente 300 pessoas nos finais de semana. Está localizado na QE 23, Guará II. A entrada é gratuita e é aberto diariamente das 6 às 18 horas.

Fonte: Instituto Brasília Ambiental – IBRAM

 

Parque Ecológico Ezechias Heringer

 

 

 

 

Regimento interno RA Decreto Nº 38.094 28.03.2017

DECRETO Nº 38.632, DE 20 DE NOVEMBRO DE 2017 altera os artigos 24 e 42 do Anexo I do Decreto n° 38.094, de 28 de março de 2017, que aprova o Regimento Interno das Administrações Regionais do Distrito Federal.

Conheça um pouco a administradora do Guará, Luciane Quintana 

A paulista Luciane Quintana é a terceira mulher a liderar a Administração Regional do Guará nos 41 anos de fundação do órgão público. Mestra em Ciências Florestais pela Universidade de Brasília (UnB), ela aceitou com entusiasmo a missão de comandar a administração regional (veja o que ela diz no vídeo abaixo).

Uma das principais frentes de trabalho de Luciane são as ações de conservação e manutenção das áreas verdes da região administrativa. Com o reforço do GDF Presente, áreas como o Parque Ecológico Ezechias Heringer e o Parque Denner, na QE 40, receberam revitalização. A limpeza das ruas e das bocas de lobo são outros importantes ações em curso na atual gestão.

Para tanto, a administração regional lançou o projeto “Guará sem Lixo”, que conta com a participação de moradores, comunidade escolar e educadores ambientais. O objetivo é reduzir o descarte irregular de lixo nas vias públicas e eliminar os casos de dengue na cidade.

Outra prioridade tem sido atender demandas antigas da população, a exemplo da construção da rede pluvial do Conjunto H da QE 38. Há quase uma década moradores aguardavam solução contra os efeitos dos alagamentos.

Nas áreas cultural e social, estão a pleno vapor ações relevantes como a Rua do Lazer, que tem reunido quase duas mil pessoas a cada último domingo do mês.

Veja o que diz a administradora:

Fonte: Agência Brasília

 

 

 

 

 

 

A região administrativa do Guará foi fundada no dia 5 de maio de 1969 com o objetivo inicial de abrigar funcionários públicos do Governo do Distrito Federal. Com o passar dos anos e o crescimento populacional, o Guará alcançou grande desenvolvimento social e econômico, despontando como uma das regiões administrativas com a maior renda per capita do DF, segundo apontou o relatório da Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios (PDAD) de 2015, feito pela Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan).

O Guará é uma região consolidada, composta por uma classe média esclarecida, alto nível de escolaridade e poder aquisitivo elevado, o que garante aos moradores uma boa qualidade de vida.

Nos últimos 40 anos a cidade mudou muito, mas continua com o perfil bucólico e tranquilo. A maioria das casas originais construídas pela Shis (Sociedade Habitacional de Interesse Social) nas décadas de 60 e 70, deu lugar a casas com arquitetura diferenciada, sobrados e condomínios de bom nível, evidenciando o crescimento socioeconômico de sua população.

Alterações recentes no Plano Diretor da região administrativa permitiram também a construção de prédios de apartamentos de luxo de até 20 andares e de novas quadras residenciais em áreas limítrofes à Candangolândia e ao Núcleo Bandeirante.

Fotos: Arquivo Público do Distrito Federal 

História do Guará

Mapa do site Dúvidas frequentes