08 de dezembro

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
14/05/22 às 10h40 - Atualizado em 19/05/22 às 11h08

Força-tarefa prossegue com ações de combate à dengue

COMPARTILHAR

Agentes da Vigilância Ambiental e bombeiros vistoriaram imóveis no Guará neste sábado (14)

Em sequência às ações de combate à proliferação do mosquito Aedes aegypti – transmissor de dengue, chikungunya e zika –, agentes da Secretaria de Saúde (SES), em parceria com o Grupo de Trabalho de Combate à Dengue do Corpo de Bombeiros Militar (CBMDF), estiveram no Guará II na manhã deste sábado (14).  Os bombeiros e os agentes da Vigilância Sanitária vistoriaram 557 imóveis da QE 28, onde localizaram 1.552 depósitos com água. Havia focos do mosquito em oito deles, que foram eliminados pela equipe.


Ubirajara Oliveira colabora com a saúde: “Tenho a preocupação de manter minha casa da melhor forma possível| Foto: Sandro Araújo/Agência Saúde

Uma das casas inspecionadas foi a do aposentado Ubirajara Oliveira, 68 anos. O idoso demonstrou tomar precauções contra o mosquito. “Tenho a preocupação de manter minha casa da melhor forma possível”, disse. “Minha esposa, uma vez, foi a São Luís, no Maranhão, e voltou com dengue. Sofremos muito com isso”.

Outro morador que não dá chances para o Aedes aegypti é o servidor público Kelson Pereira, 37. Na casa dele, onde há uma piscina, os agentes confirmaram na vistoria que estava tudo certo. “Essa ação, com certeza, é válida”, avaliou Kelson. “A gente cuida da nossa casa, mas a do vizinho, não temos a liberdade de saber como funciona”.

Representando a Superintendência da Região de Saúde Centro-Sul, a servidora Rosimeire Brandão informou que, no Guará, foram identificados 559 casos de dengue de um total de 1.270 em todo o Centro-Sul. “Por isso, a ação de hoje visa justamente atuar aqui”, reforçou. “Os bombeiros escolheram a QE 28 porque é uma das quadras com maior incidência de casos na região”.

Coordenador da força-tarefa, o tenente-coronel do CBMDF Raphael de Souza lembrou que a ação visa reduzir esses números: “Cooperamos com a missão da Secretaria de Saúde de prevenir e combater a proliferação do mosquito transmissor. Por isso, além das vistorias, também orientamos a comunidade”.

O militar ensina que é simples fazer a prevenção contra a dengue: “As pessoas devem dedicar ao menos 10 minutos, uma vez por semana, para inspecionar ralos, pias, pneus abandonados ou qualquer outro recipiente que possa acumular água e servir de berçário para a proliferação das larvas em suas casas”. A força-tarefa já passou nas regiões de Ceilândia, Planaltina e Sobradinho. Na próxima semana, estará na Cidade Estrutural.

*Com informações da Secretaria de Saúde

Mapa do site Dúvidas frequentes